Por que você não quer mais ir à igreja?

- Sei que encontrei a verdade e a fome de Deus numa congregação bem parecida com esta – comentou Laurie.

- Mas ela satisfez sua fome, Laurie?

- Na época eu pensava que sim. Olhando para trás, acho que fiquei meio frustrada quando essa fome despertada em mim não foi satisfeita. Então achei que a culpa era minha por não estar entendendo ou me esforçando o suficiente.

- É isso o que acontece quando uma instituição procura fazer o que não tem condições de realizar. (página 172)


Quando um assunto começa a ser tema central de livros ou está muito na mídia, tenho lá minhas preocupações. Penso que pode ser apenas um vendaval que vem e passa, como uma onda que Deus promove, mas que os homens criam supostas respostas impedindo-a de nos atingir.

Vejo que os cristãos já começaram a falar sobre igreja nas casas ou novas alternativas em relação ao sistema religioso atual. De fato, o debate surgiu devido às inúmeras insatisfações com a igreja que se vive nos dias de hoje e quem bom que dúvidas surgiram. Tenho certeza de que Deus pode responder a cada uma delas e mais ainda, que as respostas sempre serão Jesus.

Acompanhando o vendaval do tema e o sucesso das obras de ficção americanas, a Sextante lançou recentemente Por que você não quer mais ir a Igreja?, de Wayne Jacobsen (o mesmo de A Cabana) e Dave Coleman. O livro de 208 páginas e capa desejável, conta a história de um pastor denominacional que tem um encontro inesperado com um homem chamado João. João possui um discurso fascinante e uma paixão intensa pela pessoa de Jesus, além de mistério a ser descoberto. Depois de vários encontros e conversas com seu novo amigo, além de frustrações com o sistema religioso, o pastor Jake Colsen passa a reconsiderar algumas verdades sobre o que é a igreja.


Não se trata de mais uma resposta doutrinária ou mais uma acusação contra a denominação, o livro vêem a nós como uma história que nos diz respeito. Apesar do contexto americano, o sofrimento de Jake de alguma forma já foi ou é o nosso. A história consegue fazer o leitor repensar francamente se a atual estrutura que chamamos de igreja tem de fato respondido e ajudado os cristãos na sua trajetória de relacionamento com Deus e comunhão com os irmãos.


Depois de tantos questionamentos, é obvio que na cabeça de Jake muitas perguntas começam a surgir. Então, o que é Igreja? Devemos nos reunir regularmente? Como edificar uns aos outros? Como se reunir? Como identificar apóstolos? Como encontrar verdadeiros líderes? Jacobsen e Coleman propõem respostas muito simples e desmistificadas. A obra mostra o quanto tudo ser igreja e conhecer a Deus é simples.


As cartas do Apóstolo Paulo nos revelam doutrinas a respeito da vida da Igreja, contudo, elas parecem dar muito mais luz à busca por conhecer a Deus e a confiança que devemos ter nele do que qualquer outra coisa. Nossas regras, atalhos e programas que foram criadas só nos têm levado ao fracasso.


A verdade é que os cristãos sempre querem se colocar no lugar de Jesus. Queremos
construir sua igreja, organizá-la, mantê-la e até edificá-la. Precisamos
acreditar, definitivamente, que Ele é melhor do que nós. E finalmente confiarmos
na sua ação, que ele vivificará e cuidará da sua igreja, e fará isso bem melhor
do que nós!

Para quem anda insatisfeito em se reunir nos prédios e até para aqueles que não têm visto progresso nas reuniões caseiras, a obra é uma boa indicação. Enquanto lê, deixe-se surpreender com a notícia que Igreja é, acima de tudo, relacionamento.


Carolina Sotero, no blog Adoração em Letras

2 comentários:

Jean disse...

Permita-me uma correção: "A Cabana" é de William P. Young

Thiago Mendanha disse...

Bom, na verdade Wayne Jacobsen foi colaborador em A cabana.